Menu

(83)3044-3282 (JP)    (83)2102-0800 (CG)       Siga-nos

Ler Notícia

Focco cria 'GT do Fundef' para acompanhar o pagamento de precatórios da educação
terça-feira, 14 de agosto, 2018

Em reunião ordinária nesta segunda-feira (13/08), o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB) aprovou a criação do 'GT do Fundef', um grupo de trabalho que vai acompanhar o pagamento dos precatórios do Fundef, na Paraíba. Entre outros assuntos, também foram aprovados o layout do novo site, que deve entrar no ar até a próxima semana, e o roteiro da campanha sobre as eleições deste ano, que deve contar com a divulgação dos meios de comunicação.

 

A reunião foi aberta pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, coordenador estadual do Colegiado, que fez as comunicações sobre os assuntos relacionados ao Focco, entre eles, a realização do IV HackFest, que é uma construção do Núcleo de Gestão do Conhecimento e Segurança Institucional do Ministério Público da Paraíba (NGCSI/MPPB), com outros órgãos, inclusive integrantes do Focco, como a Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União.

 

Desde que foi criado em 20 de maio de 2005, o site do Focco nunca tinha passado por uma atualização, o que está sendo feito pelas equipes de Comunicação e TI do MPPB. A intenção é deixar as informações sobre o Focco mais organizadas e acessíveis na plataforma digital. No novo site, também deve ser ancorada a campanha para as eleições 2018, que vai incentivar os eleitores a pesquisar a vida dos seus candidatos.

 

O Focco também vai estudar uma demanda do jornalista Rubens Nóbrega sobre a destinação de verbas públicas para publicidade, pelos órgãos públicos. O colegiado aprovou um pedido de informações ao TCE sobre procedimentos relacionados e vai identificar a possibilidade de atuação do Fórum na busca de mais transparência nessa área.

 

 

Fundo do ensino fundamental

 

Os precatórios do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) somam, aproximadamente, R$ 100 bilhões, em todo o País. Na Paraíba, a aplicação dos recursos será acompanhada pelo Focco, através do GT coordenado pelo MPPB, com a participação do TCU, TCE e MPF. A primeira reunião do grupo está marcada para próxima quinta-feira, às 9h, no edifício-sede do Ministério Público da Paraíba.

 

Em todo o País, os órgãos de fiscalização têm duas preocupações: o pagamento de honorários advocatícios de 20%, que abocanharia R$ 20 bilhões dos recursos, e o fato de o magistério estar reivindicando parte desses recursos.

 

Além do coordenador estadual, participaram da reunião desta segunda-feira (13): Leonardo Quintans, promotor de Justiça do MPPB; Roseana Batista da Cunha, da Funasa; Enio Martins Norat, do TCE-PB; Rodrigo Paiva e Walber Silva, da CGU; Luana Almeida, Sebrae-PB; Letácio Guedes Junior, da CGE; Sérgio Castro Pinto, do MPF; Cláudio Piccoli, da Setransp; Marcio Sueth, do TCU; Jocelino Junior, TCU; José Hugo Costa, da SER, e José Maurício Fernandes, do Iesp.

 

Fonte: Portal MPPB

Outras Notícias
 

“Reforma Tributária Solidária” recebe reconhecimento em prêmio de comunicação

segunda-feira, 12 de novembro, 2018

Auditor Fiscal - Agente de Transformação Social

sábado, 10 de novembro, 2018

Sindifisco-PB participa do III Fórum Paraibano de Direito Tributário

sábado, 10 de novembro, 2018

Recomeça a luta em defesa da Previdência

sábado, 10 de novembro, 2018

Concurso do Fisco

sábado, 10 de novembro, 2018

Eleições da Afrafep

sábado, 10 de novembro, 2018

Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco

quinta-feira, 08 de novembro, 2018

Decreto de Temer fecha portas de concursos públicos a pessoas com deficiência

quarta-feira, 07 de novembro, 2018

TCE-PB sedia a partir desta segunda XVIII Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas

segunda-feira, 05 de novembro, 2018

Página 1 de 397 [1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> ]