Menu

(83)3044-3282 (JP)    (83)2102-0800 (CG)       Siga-nos

Ler Notícia

Operação conjunta da Receita Estadual e da Polícia Civil desarticula esquema de venda de autopeças de carros roubados
sábado, 23 de fevereiro, 2019

Uma operação conjunta da Secretaria de Estado da Receita e da Polícia Civil desarticulou, nesta sexta-feira (22), um esquema de desmanche de carros para vendas de autopeças, localizada numa loja do Distrito Mecânico, em João Pessoa, e também em uma sucata, numa Granja na BR 101, no Conde, na saída para o Recife. Os dois estabelecimentos funcionavam de forma clandestina (sem inscrição estadual) e o proprietário dos estabelecimentos, Wellington Esbelo dos Santos, foi preso como suspeito de liderar uma organização criminosa.

 

Durante as diligências, a Delegacia de Roubos e Furtos da Polícia Civil prendeu oito pessoas acusadas junto com o empresário de participarem da organização criminosa. Após as prisões dos suspeitos, os auditores fiscais da 1ª Região da Receita Estadual lavraram o auto de infração e lacraram a loja de autopeças no Distrito Mecânico.

 

Venda e revenda de autopeças de carros roubados –Segundo investigações preliminares, a principal denúncia é de que os acusados compravam carros roubados e faziam o desmanche dos veículos para venda e revenda de autopeças na região metropolitana de João Pessoa. A loja no Distrito Mecânico está no centro da operação como a que distribuía para outros receptadores na região.

Durante a operação, auditores fiscais da 1ª Região da Receita Estadual levantaram informações que o suspeito de chefiar o esquema, Wellington Esbelo dos Santos, havia comprado, em nota fiscal, R$ 515 mil de autopeças como pessoa física, ou seja, usando o CPF, tendo o endereço a sua residência que fica no bairro Alto do Matheus, na capital. A Receita Estadual vai calcular nos próximos dias calcular o ICMS de todos os produtos da fatura levantada e identificar na loja no Distrito Mecânico os itens com identificação legal para fazer o cálculo e também a cobrança do ICMS. As demais peças confirmadas como sendo fruto de desmache de carros serão dadas como perdimento.

 

Aprofudamento de investigações - Nos príximos dias, a Receita Estadual vai aprofundar as investigações para chegar às outras lojas ou pontos de receptação de autopeças do esquema criminoso, na Região Metropolitana. Além de se configurar como uma prática criminosa e ilícita, o esquema de revenda promovia  também a concorrência desleal no comércio de autopeças na capital com os empresários que são regularmente inscritos no cadastro do ICMS e pagam os seus tributos. Auditores fiscais da 1ª Região da Receita Estadual já identificaram onze pontos de receptação dessas peças, que serão agora investigados. 

 

Porta SER-PB

Outras Notícias
 

Nota de Apoio à Carta dos Governadores do Nordeste

terça-feira, 19 de março, 2019

Alcolumbre: ‘No dia 17 de julho a gente vai estar com a reforma da Previdência aprovada’

terça-feira, 19 de março, 2019

Reforma da Previdência é o fim da seguridade, dizem debatedores na CDH

terça-feira, 19 de março, 2019

Estados querem reduzir jornada e salário de servidores para ajustar contas públicas

segunda-feira, 18 de março, 2019

Entenda, afinal, quem ganha e quem perde com a reforma da Previdência

segunda-feira, 18 de março, 2019

Duas chapas disputam a diretoria executiva do Sindifisco-PB

domingo, 17 de março, 2019

PEC 6/2019 | Fenafisco elabora propostas de emenda ao texto da reforma previdenciária

quinta-feira, 14 de março, 2019

Sindifisco-PB reúne filiados para comemorar aniversário do Sindicato e o Dia do Auditor Fiscal

quarta-feira, 13 de março, 2019

Grupo de Trabalho da Reforma Tributária Solidária se reúne na Fenafisco

terça-feira, 12 de março, 2019

Página 1 de 411 [1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> ]