Menu

(83)3044-3282 (JP)    (83)2102-0800 (CG)       Siga-nos

Ler Notícia

Reforma Administrativa: presidente se posiciona sobre apresentação do projeto
quinta-feira, 09 de janeiro, 2020

Governo passará por reforma administrativa ainda nesse primeiro semestre. Nessa semana, o presidente Jair Bolsonaro informou que deverá enviar as modificações ao Congresso Nacional até o mês de fevereiro. Segundo ele, o projeto ainda está em elaboração e deverá ser encerrado até o fim deste mês.

 

Em entrevista, Bolsonaro explicou que há uma dificuldade na elaboração das propostas, pois estas irão alterar a estabilidade dos novos funcionários públicos. Ele falou sobre uma possível repercussão negativa e por isso está reavaliando as medidas.

 

“A gente não pode apresentar um projeto nesse sentido porque muita gente vai dizer que está quebrando a estabilidade de 12 milhões de servidores. A gente não quer esse impacto negativo na sociedade, e que seria mais uma fake news, uma mentira”, argumentou.

 

Questionado pelos jornalistas, o presidente reforçou que o projeto só será entregue após a certificação de que não haverá impactos negativos para os funcionários públicos que já estão em serviço.

 

Segundo ele, as mudanças podem até afetar os que vierem a ser contratados posteriormente, mas os antigos terão prioridade. “Quem está aí não mexe em nada, zero”, disse. Dos novos pode alterar.

 

A PEC da reforma administrativa modificará as regras do serviço público por meio da criação de diretrizes similares a iniciativa privada.

 

Inicialmente, o projeto deveria ter sido analisado em novembro de 2019, segundo o calendário do ministério da economia. Entretanto, foi adiado graças aos desdobramentos da reforma da previdência que, mesmo aprovada no dia 13 de novembro, ainda passará por modificações.

 

Após a formulação da reforma administrativa, Bolsonaro relembrou que a próxima demanda do governo federal será a finalização da reforma tributária.

 

Durante sua saída do Palácio do Planalto, ele afirmou que está sendo realizado um estudo na Receita para poder considerar as reduções nos impostos.

 

Enquanto a pauta não chega a mesa do Congresso, o parlamentar disse que está em contato direto com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

 

Portal FDR

Outras Notícias
 

É hora de mobilização, Servidor!

terça-feira, 11 de agosto, 2020

Senado deve votar flexibilização do regime de tributação de empresas

terça-feira, 11 de agosto, 2020

Governo divulga ganhadores da Nota Cidadã de agosto

terça-feira, 11 de agosto, 2020

Conselho do FGTS aprova distribuição de R$ 7,5 bi para trabalhadores

terça-feira, 11 de agosto, 2020

Mercado financeiro projeta queda de 5,62% na economia este ano

segunda-feira, 10 de agosto, 2020

STF proíbe acúmulo de benefícios se valor superar teto constitucional

domingo, 09 de agosto, 2020

DIEESE: A pandemia da covid-19 chama atenção para a vulnerabilidade dos trabalhadores domésticos no Brasil.

quarta-feira, 05 de agosto, 2020

Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho

terça-feira, 04 de agosto, 2020

Censura? Governo pode processar servidores públicos por manifestações nas redes sociais

terça-feira, 04 de agosto, 2020

Página 1 de 471 [1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> ]