Menu

(83)3044-3282 (JP)    (83)2102-0800 (CG)       Siga-nos

Ler Notícia

Medida do governo deixa o Imposto de Renda mais caro
segunda-feira, 25 de janeiro, 2021

Foi registrada pela Receita Federal, na última quarta-feira (19), uma defasagem de 113,09% na correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

 

Desde 2015 não vem acontecendo atualização dos valores da tabela sendo que a faixa de isenção ainda é de 1.903,98 por mês.

 

Quem possui renda menor vai pagar mais caro de IR de 2021. Existe uma explicação porque para isso acontecer, segundo o professor de Direito tributário do Ibmec, Daniel Zugman ao “InfoMoney”, ao não corrigir o aumento da isenção levando em conta a inflação, o governo aumenta indiretamente a carga tributária.

 

“Se uma pessoa recebe pouco menos de R$ 1.900 e seu salário foi reajustado pela inflação, esse contribuinte passa automaticamente para a primeira faixa de pagador. Com isso, começa a ser tributado, mesmo que não haja nenhum ganho real em avanço patrimonial”, disse Zugman.

 

 Quem recebe até R$ 3.881,85 deveria ser isento

A faixa de isenção do Imposto de Renda deveria atingir todos os contribuintes que recebem até R$ R$ 3.881,85 de renda mensal. Isso porque, a defasagem da tabela do Imposto de Renda atingiu 103,87% desde 1996, já considerando a inflação de 4,31% em 2019, segundo, o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional).

 

Bolsonaro pretende elevar isenção do IR para R$ 3 mil em 2022

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse em transmissão ao vivo em redes sociais, que pretende elevar a isenção do Imposto de Renda para todos que ganhem até R$ 3 mil por mês no próximo ano, depois de reiterar que não foi possível mexer na tabela do IR em 2020 devido aos impactos econômicos da pandemia de Covid-19.

 

“Vamos tentar pelo menos em 2022 passar para 3 mil”, e depois acrescentou, “Não conseguimos levar adiante a mudança da tabela do Imposto de Renda por causa da pandemia.”

 

Tabela de isenção do Imposto de Renda



 

Segundo o Sindifisco, cerca de 10 milhões de pessoas estão pagando a primeira alíquota do IR, quando com a tabela corrigida, deveriam estar na faixa de isenção. Veja abaixo como deveria ser a tabela de faixa de isenção do IR com correção da inflação desde 1996:

 

 

 

Fonte: Sindifisco Nacional

 

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil

 

Outras Notícias
 

PEC Emergencial representa grave risco aos direitos da população, diz Movimento a Serviço do Brasil

quarta-feira, 24 de fevereiro, 2021

Opinião: As mentiras e as interferências que podem causar guerra com os Estados

quarta-feira, 24 de fevereiro, 2021

Fiscos debatem eficiência da Administração Tributária

terça-feira, 23 de fevereiro, 2021

PEC Emergencial será votada na quinta com cláusula de Orçamento de Guerra

terça-feira, 23 de fevereiro, 2021

Lira diz que reforma administrativa pode ser votada em dois meses, e tributária, em oito

terça-feira, 23 de fevereiro, 2021

Fórum dos Servidores solicitou audiência ao Governo do Estado

segunda-feira, 22 de fevereiro, 2021

Coronavírus: Diretoria do Sindifisco-PB decide fechar sede e sucursal

domingo, 21 de fevereiro, 2021

Estudo mostra que taxar ricos para financiar política social elevaria PIB em 2,4%

quinta-feira, 18 de fevereiro, 2021

STF: Cobrança de ITBI só é possível após transferência efetiva do imóvel

quinta-feira, 18 de fevereiro, 2021

Página 1 de 494 [1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> ]